Gestão de Frotas na construção civil: inovação, proposta de valor e impactos nas relações cliente-empresa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22167/r.ipecege.2017.2.109

Palavras-chave:

estudo de caso, locação, lucratividade, serviços inovadores

Resumo

Empresas têm buscado soluções inovadoras que venham a agregar valor e que possam contribuir com o seu desenvolvimento. Neste cenário, uma empresa do setor de construção civil desenvolveu o serviço Gestão de Frotas, que oferece aos clientes ferramentas novas e atualizadas com um custo mensal fixo, funcionando como uma locação, porém com diferenciais significativos que o distingue dos demais. O objetivo do trabalho foi analisar a criação do serviço Gestão de Frotas e sua respectiva proposta de valor, bem como os impactos de sua implementação nas relações com o cliente e os benefícios gerados para a empresa. Empregou-se como metodologia o estudo de caso único. Os dados foram levantados junto aos principais departamentos da empresa e a análise baseou-se em relatórios internos e entrevistas não estruturadas. O levantamento dos pontos críticos junto ao segmento da construção civil, destacando-se a falta de preocupação com o parque de ferramentas, bem como o desconhecimento dos custos reais envolvidos na aquisição e manutenção do mesmo, levou a empresa a identificar que o pagamento pelo uso e não pela propriedade da ferramenta seria mais eficiente para os clientes. A criação do serviço e sua proposta de valor se basearam na oferta de serviços e não na venda de produtos. O serviço estreitou e fortaleceu o relacionamento com os clientes e proporcionou à empresa ganhos em lucratividade, “market share” e mix de produtos, aumentando a credibilidade da marca no mercado nacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Ballantyne, D.; Varey, R.J. 2006. Creating value-in-use through marketing interaction: the exchange logic of relating, communicating and knowing. Marketing Theory 6(3): 335-348.

Drucker, P.F. 2002. Inovação e Espírito Empreendedor: Prática e Princípios. Pioneira, São Paulo, São Paulo, Brasil.

Grönroos, C. 2011. A service perspective on business relationships: the value creation, interaction and marketing interface. Industrial Marketing Management 4(2): 240-247.

Holbrook, M.B. 1994. The nature of customer value: an axiology of services in the consumption experience. p. 21-71. In: Rust, R.T.; Oliver, R.L. Quality: New Directions in Theory and Practice. Sage Publications, Thousand Oaks, California, USA.

Mattos, P.L.C.L. 2005. A entrevista não-estruturada como forma de conversação: razões e sugestões para sua análise. Revista de Administração Pública 39(4): 823-847.

Osterwalder, A. 2012. Achieve product – market fit with our brand-new value proposition designer canvas. Disponível em: <http://businessmodelalchemist.com/blog/?month=august-2012&view=calendar>. Acesso em: 15 out. 2016.

Osterwalder, A. 2014. Value Proposition Design. Wiley & Sons, New Jersey, New Jersey, USA.

Pellizzoni, R.C.; Fialho, F.A.P. 2015. Inovação e design na trajetória de empresas longevas. Revista E-Tech: Tecnologias para Competitividade Industrial 8 (Edição Especial - Design): 107-118.

Prahalad, C.K.; Ramaswamy, V. 2004. O futuro da competição: como desenvolver diferenciais inovadores em parceria com os clientes. Tradução de Afonso Celso da Cunha Serra. Elsevier, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.

Saarijärvi, H. 2012. The mechanisms of value co-creation. Journal of Strategic Marketing 20(5): 381-391.

Tidd, J.; Bessant, J. 2015. Gestão da Inovação. 5ed. Bookman, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.

Vargo, S.L.; Lusch, R.F. 2004. Evolving to a new dominant logic for marketing. Journal of Marketing 68: 1-17.

Ventura, M.M. 2007. O estudo de caso como modalidade de pesquisa. Revista SOCERJ 20(5): 383-386.

Yin, R.K. 2015. Estudo de Caso: Planejamento e Métodos. 5ed. Bookman, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.

Zeithaml, V.A. 1988. Consumer perceptions of price, quality, and value: a means-end model and synthesis of evidence. Journal of Marketing 52(3): 2-22.

Downloads

Publicado

18-05-2017

Como Citar

Nascimento, M. S., & Christofoleti-Furlan, R. M. (2017). Gestão de Frotas na construção civil: inovação, proposta de valor e impactos nas relações cliente-empresa. Revista IPecege, 3(2), 109-123. https://doi.org/10.22167/r.ipecege.2017.2.109

Edição

Seção

Nota Científica - Gestão de Negócios